O Sesc São Paulo lançou na última sexta-feira, dia 10, a Plataforma Sesc Digital. O mais recente território virtual da instituição convida o público para novas descobertas via internet. Ao acessar sescsp.org.br/sescdigital, o visitante poderá navegar por áudios, vídeos, imagens e publicações que compõem o acervo audiovisual da instituição, construído ao longo de seus (quase) 74 anos de história, celebrados em setembro.

São registros de diferentes expressões culturais, artísticas e físico-esportivas, como também dos programas socioeducativos mantidos pelo Sesc São Paulo. O endereço reúne ainda seleções inéditas de conteúdos, como a EAD Sesc Digital, uma ferramenta de educação a distância dedicada à oferta de cursos livres. O acesso a todos os recursos e materiais disponibilizados é gratuito e irrestrito.

“Em tempos de distanciamento social devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, a ação integra o conjunto de iniciativas desenvolvidas pelo Sesc São Paulo. Assim, continuando sua missão educativa e renovação do relacionamento com seus diversos públicos”, reflete Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo.

“Portanto, esse projeto visa transpor as ações da instituição ao ambiente e à linguagem digitais, expandindo o alcance de suas práticas em ação e difusão cultural de forma substancial e diferenciada. Fortalecendo assim seu compromisso com um processo educativo participativo, continuado e inclusivo”, complementa.

Conteúdos em Destaque

  • SescTV – séries e produções audiovisuais do canal do Sesc São Paulo, para consumo on demand;
  • Acervo Sesc de Arte Brasileira e Bienal Naïfs – registros fotográficos dos acervos constituídos, em alta resolução, para consulta, com textos explicativos das obras e artistas;
  • Centro de Pesquisa e Formação (CPF) – áudios de entrevistas, debates e cursos realizados nesta unidade do Sesc São Paulo, voltada à reflexão crítica e à produção de conhecimentos nos campos da educação, arte, gestão e mediação culturais;

  • Selo Sesc – canções e álbuns que dialogam com as mais diversas faixas etárias, interesses e gêneros musicais;
  • Instrumental Sesc Brasil – registros audiovisuais dos shows que integram o projeto – um espaço de encontro entre músicos novos e consagrados de diversas vertentes;
  • Publicações – parte das revistas, obras técnicas e catálogos publicados pela instituição;
  • Registros Históricos – seminários com temáticas socioeducativas, apresentações de dança, teatro, circo ou música, resgatados a partir da digitalização de acervo do Sesc.

Educação a Distância

Voltadas para todas as faixas de público, as formações trazem, em comum, o incentivo à prática do faça-você-mesmo. Dessa forma, são de caráter introdutório, não exigem conhecimentos prévios e apresentam estrutura didática e autoinstrucional, baseada em módulos de 6 videoaulas, com 15 minutos cada.

São também disponibilizados materiais complementares exclusivos da EAD Sesc Digital para download, além de indicações de leituras e fontes complementares de pesquisa. A expectativa de dedicação estimada, para que um aluno aproveite cada curso e seu conteúdo relacionado, é de cerca de 10h.

Dois cursos já estão disponíveis: no inédito “Noções Básicas de Desenho e Narrativa de Quadrinhos”, qualquer pessoa pode viajar pelas etapas da construção de histórias em quadrinhos na companhia do desenhista Rafael Coutinho.

Já em “O Pintor Letrista – Lições Introdutórias em Pintura de Letra”, o público acompanhará um breve panorama da história do desenho de letras populares no Brasil, na América Latina e no mundo, percorrendo
origens, influências e simbologias dos fileteados de caminhão, além de outros adornos usados nas composições de letreiros.

Ainda na programação de abril, a partir do dia 17, o curso “Como Estamos Envelhecendo?”, em que Zezé Motta guia entrevistas e depoimentos de Eva Wilma, Alexandre Kalache, Claudia Fló e Diego Miguel sobre como viver mais e melhor, a partir de uma abordagem baseada no programa Trabalho Social com Idosos do Sesc SP; e “Viola Caipira”, com Ivan Vilela, com início no dia 24.

O catálogo será expandido periodicamente.

Fase Beta

As versões da plataforma lançadas encontram-se em fase beta, ou seja, novidades e melhorias serão implementadas a partir das interações que se desenvolverem entre o público e os recursos. Além disso, o catálogo será expandido periodicamente, englobando novas temáticas e linguagens.

+ Sesc Digital

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, pautada pela distribuição diária de informações sobre programas, projetos e atividades, marcada pela experimentação.

O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela universalização de seu atendimento. Sobretudo, de incluir públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades espalhadas pelo estado. Por essa razão, o Sesc apresenta o Sesc Digital, sua plataforma de conteúdo.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Banda “Os Últimos Escolhidos do Futebol” lança novo single que une passado e presente de Bauru

Depois do lançamento de seu primeiro EP em maio, a banda “Os Últimos Escolhidos do Futebol…