Com objetivo de contribuir para organizações bauruenses que ajudam os animais, a artista Viviane Mendes faz leilão de dois de seus quadros. Um deles é uma reprodução da imagem clássica do São Jorge vencendo o dragão. Este já está recebendo lances – até agora o maior foi R$ 3.550 – e segue aberto até sexta-feira (23), Dia de São Jorge.

O segundo é de um gato preto, uma obra que envolve uma técnica mais detalhada. Esse entra em leilão no domingo (25), deve durar um mês e tem o lance inicial de R$ 5 mil. Nesse caso, o valor mais alto é motivado por ser feito em um estilo que ela não deve repetir tão cedo.

Segundo Viviane, como ela precisa da ajuda de outras pessoas para montar, o isolamento impede a produção de obras como essa. Além disso, a artista tem focado em outras técnicas e em quadros maiores.

“Estou tratando esse tipo de trabalho [do gato preto] como uma joia preciosa minha, pois não estou fazendo mais. Para quem gosta dessa técnica, é uma bela oportunidade”, comenta.

Mesmo assim, os valores iniciais do leilão representam menos da metade de quanto, geralmente, custa um quadro da Viviane. Para fazer um lance, basta entrar em contato com a artista pelo Facebook ou Instagram. Por lá ela também divulga cada novo lance recebido.

Objetivo de caridade

O dinheiro arrecadado com a venda dos quadros será transformado em doações de material para pessoas que lideram instituições da causa animal em Bauru, especificamente para Soraya Gasparini, Borika Frank Hegyessy (do Abrigo da Borika) e Vanessa Araújo (da ONG Arca da Fé

Além disso, parte da arrecadação será utilizada para a distribuição de alimentos. Segundo Viviane, os leilões das duas obras são uma forma de contribuir com quem precisa. 

“Eu me sinto constrangida no mundo quando não faço alguma coisa para ajudar. O meu sentimento é de que faço pouco, e eu sempre quero fazer mais. Eu tenho as minhas limitações, mas eu tenho a minha arte. Foi aí que veio a ideia [dos leilões]”, explica a artista. 

Quadro do São Jorge em leilão

Pintado há cerca de 10 anos, o quadro mede 1,30 x 1,70. A ideia de Viviane era criar um trabalho que harmonizasse a imagem forte do São Jorge com uma decoração contemporânea. Produzido com areia, a textura do toque é áspera e deixa um visual com um efeito interessante.

Viviane fala que o São Jorge pode ter um significado diferente para cada pessoa ou grupo. Para a artista, o dragão representa nosso ego, o que mostra o São Jorge derrotando ele como um “vencer a si mesmo, uma imagem muito forte”, comenta. 

Quadro do gato preto em leilão

Este também tem mais de uma década, e mede 1,25 x 1,50. Esse quadro traduz um dos estilos favoritos de Viviane. “É uma técnica que, eu diria, é um exemplar fidedigno da minha técnica de colagens, que dá aquele efeito todo especial de brilhos, de formas”, explica.

A obra é formada por lantejoulas minúsculas coladas que, segundo a artista, gera maior encantamento nas pessoas, principalmente pelos detalhes quando visto de perto. Portanto, é um quadro que de longe você tem uma percepção, e mais próximo da obra, outra.

Segundo a artista, o gato preto é uma forma de contar sua paixão por animais, especialmente gatos. “Se você olhar minhas redes sociais, nem parece de uma artista, parece de uma apaixonado por gatos”, brinca a artista.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Raphael Bonini
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Conselho Municipal da Comunidade Negra de Bauru traz visibilidade a ações de combate ao racismo

Criado em 2003, o Conselho Municipal da Comunidade Negra de Bauru é uma ação promovida pel…