O jornalista Vinícius Bonafé passou algumas noites de 2021 com Clarice Lispector. Foram encontros por meio das leituras de colunas da escritora publicadas no Jornal da Cidade de Bauru, e disponíveis no arquivo do veículo.

“Eu era estagiário e pedi acesso. Eu queria ter contato com o material! Queria ver o que tinha escrito, como ela publicava, como era a diagramação, etc. Criei ali dentro do acervo um universo completamente meu com ela”, conta.

Livro sobre Clarice Lispector

Quando descobriu que os próprios funcionários do jornal não sabiam da existência da coluna, decidiu que esses textos seriam o tema do Trabalho de Conclusão de Curso dele para a faculdade de jornalismo do Unisagrado.

Durante a produção do trabalho, Vinícius encontrou 30 textos – sendo 15 crônicas, 13 contos, uma resenha e um perfil – publicados entre 3 de outubro de 1971 e 30 de abril de 1972. Aprofundando a pesquisa, descobriu que oito textos foram publicados primeiramente no jornal de Bauru.

Os Domingos de Clarice

Recentemente, Vinícius transformou o TCC no livro ‘Os Domingos de Clarice’, publicado pela editora Primeira Classe e vendido em sites como Amazon e Casas Bahia – e disponível gratuitamente para assinantes do Kindle Unlimited.

Livro sobre Clarice Lispector

Livro sobre Clarice Lispector

O livro inclui a íntegra dos 30 textos de Clarice Lispector no Jornal da Cidade, mostrando a versatilidade da escritora. São colunas como diários de viagens para Londres e Córdoba, e uma resenha da obra de Maria Bonomi. Traz também crônicas com temáticas tradicionais de Clarice, como a cosmogonia e a comparação com animais.

Cada uma das produções acompanha a análise do Vinícius, com observações, curiosidades e interpretações. “O trabalho mostra um pedaço da obra de uma das nossas maiores escritoras. É uma pecinha do quebra-cabeça, uma parte da trajetória dela, que é importante para compreendê-la”, explica o jornalista.

Para ele, é uma chance de entrar na obra da escritora. “É um livro introdutório. Pode funcionar como primeiro contato, porque não é um livro complicado. Se a pessoa tiver contato pela primeira vez com ela por meio do meu livro, e se interessar por outras obras, meu serviço está feito”, acrescenta.

Vinicius e Clarice

Primeiro livro do jornalista bauruense, ‘Os Domingos de Clarice’ tornou-se mais uma forma de conexão entre Lispector e Vinícius, que possui uma tatuagem e um quadro na sala de casa com o rosto da escritora.

Tatuagem do rosto de Clarice Lispector

É uma paixão que surgiu desde a leitura de Água Viva e que agora se estende pela vontade de apresentar a obra dela para o mundo. “Não sei expressar o sentimento, mas sei que nunca mais vou me desvincular dela. Parece que a Clarice vai estar comigo até o fim”, diz ele, indicando o que espera da obra. “Eu quero que as pessoas descubram o quanto ela é genial”.

Conhecendo Clarice

Além dos textos publicados no jornal, o livro de Bonafé também faz um resumo da biografia da autora, incluindo a fuga da Ucrânia com a família, a chegada ao Brasil, o casamento, o trabalho como jornalista e a carreira de escritora. 

O livro também aborda a relação entre literatura e jornalismo, que ajuda a compreender a presença de uma autora em um jornal, considerando também como Clarice chegou a se dedicar ao jornalismo. “Ela chegou a fazer entrevistas incríveis, com personalidades artísticas como Nelson Rodrigues, Chico Buarque e Elis Regina”, conta Vinícius.

Publicação em inglês e espanhol

Após o lançamento em edições brasileiras, impressa e digital, o próximo passo de Vinícius será a internacionalização do livro. Para isso, a obra precisa chegar a mil exemplares vendidos para ser publicada em espanhol. Caso alcance duas mil vendas, o livro será distribuído em inglês.

Compartilhe!
Carregar mais em Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Revista de Bauru abre inscrições para trabalhos de artistas mulheres

Com o tema “Pluralidade da Mulher Brasileira”, a 4ª edição da Mostra de Arte Helenas está …