15 outubro 2021 - sexta-feira 17:40 pm
Home Tag Archives: coluna alexandre benegas

Tag Archives: coluna alexandre benegas

Colunistas

Bauru é Plenty


Novembro de 1988. Vinícius Tobias e Eduardo Mauad inauguram uma boate, uma casa noturna que marcaria, por completo, os eventos bauruenses, agitando noites e matinês. Bauru dançava na quadra 22 da Duque. Bauru definitivamente acontecia na Plenty Night Club. O vocábulo ‘plenty’ – do inglês cujo significado é muito, bastante, farto, abundante – fazia justiça ao nome, ao que a …

Continue lendo
Colunistas

Em nome da pedra


Navegar foi preciso para o meu aprendizado conquistar porto seguro. No histórico Ciclo das Navegações, colonizadores portugueses utilizavam pedras como barreiras impeditivas a invasões. Com o tempo, o incessante contato da água com as pedras faz romper e dissolver toda rudeza e rigidez alomórficas, transformando-as em rochas lisas, basálticas. Assim somos nós. Iniciamos nossas vidas como pedras pontiagudas, com excessos, …

Continue lendo
Colunistas

Independência: um bairro vocacionado a tradições


Felicíssimo Antônio Pereira, Luiz Gama, Chile, vila Nova Santa Ignez, Vila D’Aro, Vila Razuk e avenida Castelo Branco territorializam-na. Fundada em 1931, sem proclamações e longe das margens do Ipiranga, o bairro Independência ganhou notoriedade por pertencer em seu perímetro a Cia Moinho Santista, depois Sanbra, Sociedade Algodoeira do Nordeste Brasileiro. O interior do bairro mantém arquitetura antiga. Geometricamente retilíneo, …

Continue lendo
Colunistas

Amor à primeira vista


Com o falecimento da esposa durante o parto, perto pai e filho experimentaram a comunhão da companhia como companheiros. O filho, embora portador de uma rara doença congênita na vista, buscava enxergar o que a vida lhe presenteava a ver. Com o tempo, as brincadeiras infantis foram pouco a pouco emudecidas pelo aceno de uma adolescência questionadora. O que ser, …

Continue lendo
Colunistas

Vista Alegre: vejo flores em você


Atrativo para borboletas, abelhas e beija-flores. Margaridas, primaveras, hortênsias, ipês, jasmins, cravos, rosas. No lugar de ruas, alamedas. Uma das regiões mais antigas de Bauru carrega em seu DNA nome de flores. Fundado em 1950, o bairro empresta espaço aos históricos Casa do Garoto, Tilibra e o extinto Anderson Clayton. Segundo meus avós, na década de 60, a cidade ganhava …

Continue lendo