masterchef-bauru

Na noite desta quarta-feira (25), durante o lançamento e assinatura de contrato de mais um empreendimento da Bild Desenvolvimento Imobiliário, o Social Bauru conversou com três novas estrelas da culinária brasileira: Izabel Alvares, Lucas Furtado e Cristiano Oliveira.

Os participantes do reality show Masterchef da Band comentaram sobre a mudança na vida de cada um, desde o término do programa; a nova edição do programa que está sendo realizada com crianças e ainda falaram sobre o famoso lanche Bauru. “É muito bom e muito diferente! Adorei!”, comentou a vencedora do reality.

Mas será que eles sabem como é a verdadeira receita? Confira o bate-papo:

Faz dois meses que o programa acabou. O que mudou na vida de vocês?
Izabel: Bom, eu estou planejando ir para Paris em setembro do ano que vem. Esta viagem faz parte do meu prêmio. Enquanto isso, eu tenho feito eventos corporativos e alguns de rua também, para aproveitar a visibilidade que o programa me deu. Além disso, também estou trabalhando na cozinha profissional do Lé Pre Catelan, no Rio de Janeiro, que é um restaurante que tem estrela Michelin. Eu consegui estágio a partir do programa e estou aprendendo muito.
Lucas: Nossa, minha vida mudou completamente! (risos). Eu era funcionário público e ganhava um salário legal, agora estou trabalhando muito e ganhando pouco! (risos). Brincadeira! Eu estou trabalhando muito e fazendo o que eu gosto; sei que tomei a decisão mais assertiva da minha vida. Então estou fazendo muitos eventos, além de estar estagiando com a Bel Coelho.
Cristiano: Eu também não posso reclamar. O programa mudou a vida de todo mundo. Eu estou assinando o cardápio de uma barraca em Porto Seguro (BA); também fiz, recentemente, um evento com os cantores Ivete Sangalo e Tomate, além de outros eventos. O programa abriu muitas portas.
Lucas: Com certeza! Não podemos reclamar porque estão surgindo muitas oportunidades para todos. Até porque o ramo da gastronomia é muito difícil e o programa tem nos ajudado.

É um ramo bem complicado, né?
Lucas: Sim, a pessoa tem que gostar muito para poder seguir. Não existem salários ‘astronômicos’. Um iniciante em outras profissões ganha mais que muito chef. Mas é uma carreira muito gostosa e que dá muita satisfação pessoal.

+ Irmãos bauruenses fazem sucesso nacionalmente com Instagram de culinária
+ Bauruenses aderem à moda dos restaurantes em casa
+ Moradores de Bauru testam delícias em casa e provam que são ótimos ‘chefs de cozinha’
+ Moradora de Bauru vence concurso da GNT com doces veganos

E vocês não comentaram sobre planos de abrir algum restaurante. Vocês têm esse sonho?
Cristiano: Um restaurante não, mas gostaria de abrir um boteco com petiscos diferentes. Eu acho que tem mais a ver com o meu estilo! (risos).
Izabel: Já eu tenho o sonho de abrir um restaurante de tapas brasileiras. Não seria como o bar do Cris, mas um pub com alta gastronomia, algo assim. Ainda não sei, na verdade! (risos). Mas queria algo com comida brasileira.
Lucas: E eu também quero abrir o meu restaurante, ganhar estrela Michelin e ser ‘o cara’! (risos).

Vocês estão acompanhando o Masterchef Junior?
Izabel: Eu vejo pouco, porque trabalho até tarde no restaurante. Mas sempre procuro ver depois no Youtube. As crianças cozinham muito bem e eu tenho certeza que as outras edições do programa colaboraram para isso. Acho que a partir das edições anteriores, as crianças começaram a se interessar mais por gastronomia e isso vai ajudar muito no futuro. O Brasil está despertando para a alta gastronomia, então, é muito satisfatório ver crianças cozinhando dessa forma.
Cristiano: Eu estava acompanhando até a saída do Andrei. Ele se parece comigo e eu fiquei com raiva por ter saído! (risos). Mas ainda tento ver algumas coisas, até porque, muitas vezes, eu estou trabalhando no horário do programa.
Lucas: Eu também gostava do Tomás e do Mateus – gordinhos como eu! (risos). Mas as crianças mandam muito bem na cozinha. Só tenho medo de isso criar uma expectativa muito grande na família e a criança sofrer depois. Mas acho que no geral é muito válido e elas têm que aproveitar tudo aquilo. É uma experiência fantástica.

E vocês já tinham ouvido falar de Bauru?
Lucas: Eu já comi muito Bauru!

Ah, então vocês conhecem o lanche?
Izabel: Eu comi hoje aqui na cidade e descobri que era com picles! (risos)

Vocês sabem como é a receita do lanche?
Lucas: O lanche Bauru foi criado por um estudante que era daqui da cidade, no Ponto Chic, em São Paulo, e é com rosbife, queijo derretido, pão…
Cristiano: Você estudou, hein Lucas?
Lucas: Eu dei uma pesquisada na Internet antes da entrevista! (risos)
Izabel: Eu sou do Rio e lá não tem muito Bauru, mas morei um tempo em São Paulo durante quatro anos e lá eu conheci o ‘bauruzinho’ que vai queijo, presunto e tomate. Aí depois vi que no Rio que ele é conhecido como ‘joelho’, mas o que eu comi aqui, hoje, eu nunca tinha experimentado. É muito bom e muito diferente! Adorei!
Lucas: Para ser sincero, é melhor que muito lanche por aí!

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Gastronomia
...

Verifique também

#TeamPassas: Dicas de receitas para até quem odeia uva passa curtir!

Se tem algo que gera mais briga nas festas de final de ano é a uva passa. Não existe rinha…