Com o objetivo de refletir sobre o racismo e os impactos da pandemia do coronavírus sobre as comunidades periféricas, a TV Unesp realizará uma série de lives com ativistas e especialistas em questões raciais. As lives integram as ações do programa Educando para a Diversidade, que busca, por meio de diálogos, fomentar e promover uma cultura de paz e uma sociedade mais empática.

O diretor da TV Unesp, Francisco Machado Filho, explica que a ideia para realização das lives nasceu da urgência dos temas e da experiência adquirida pela emissora com a crescente demanda pelo formato. “Resolvemos aproveitar a expertise que temos adquirido na realização de lives na universidade e pôr em prática mais esse formato de programa, tratando de temas que são urgentes para a sociedade. Seguimos, assim, cumprindo nosso papel social perante a comunidade interna e externa da Unesp”, aponta Francisco.

Os encontros serão apresentados pela jornalista Mayra Ferreira e contarão com a presença de Juarez Xavier, professor da Unesp de Bauru e presidente da comissão de averiguação das autodeclarações de pretos, pardos e indígenas da universidade.

Temas abordados

A primeira live é nesta terça-feira (23), às 17h, e tem como tema a Necropolítica – Violência do Estado em relação à população negra e Política da morte no Brasil e nos Estados Unidos. O convidado é o professor Amilcar Araujo Pereira da Universidade Federal do Rio de Janeiro, autor de diversas publicações com foco nas relações raciais e na cultura afro-brasileira.

Na sequência, no dia 30 de junho, o tema é Ciência e Diversidade – Ciência no espaço do patriarcado capitalista supremacista branco e propostas de superação desse cenário. A convidada é Monica Abrantes Galindo, professora da Unesp em São José do Rio Preto e coordenadora do Núcleo Negro de Pesquisa e Extensão da Unesp.

A última live será no dia 07 de julho e tratará da Organização de Movimentos Sociais – Impactos do coronavírus nas comunidades vulneráveis e as iniciativas que as periferias têm tomado para enfrentar a pandemia e seus efeitos. O convidado é Douglas Belchior, historiador, defensor de direitos humanos, militante do Movimento Negro e da educação popular e membro fundador da Uneafro Brasil.

Na mediação dessas reflexões está Patrícia Alves, Pedagoga, ativista no movimento de Mulheres Negras e apresentadora do programa Educando para a Diversidade.

Onde assistir o programa

As lives podem ser acompanhadas pela televisão, em Bauru nos canais: 46.1 e 518 NET Claro; em Botucatu: 13 NET Claro e em Marília: 19 NET Claro.

Além disso, o programa será transmitido nas redes sociais da TV Unesp, no canal do Youtube e página do Facebook.

 

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Comportamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Black Friday segura: dicas para fazer compras online sem cair em pegadinhas

Está chegando o dia cheio de descontos que todo consumidor ama: a famosa Black Friday irá …