Olá caros leitores desta coluna, como estão? Espero que bem!

Sei que estou um pouco sumida por aqui, mas sabe como é né, a boa e velha correria de final de ano. Mas, estou de volta e trazendo um assunto que tem relação com correria, sobretudo, com nossa vida. O assunto de hoje tem a ver com todos os tipos de trabalhos. Nós vamos falar sobre a tão sonhada PERFEIÇÃO.

Você já tentou ser perfeito em tudo? Eu já e acabei descobrindo, com o tempo, que a gente não precisa disso não. Vou explicar!

Muitas vezes nos cobramos em fazer nossas atividades, profissionais e pessoais, tudo da forma mais perfeita possível, sem nem ao menos nos permitirmos errar para aprender. Temos tanto medo de fazer algo e não dar certo, que a palavra perfeição parece que fica sendo repetida em nossa mente a todo momento. Quem nunca, né?

Acontece que você não precisa disso. Você só precisa fazer a sua parte e deixar fluir. Nossa vida não é pautada com perfeição, mas, sim, com aprendizados constantes.

Você trabalha no ambiente digital e acha que seu conteúdo tem que ser o melhor e mais perfeito? Não precisa, basta deixar fluir que a recompensa vem.

Desempenha um trabalho braçal e acredita que só você sabe fazer determinada função? Não seja essa pessoa, aprenda a dividir com os outros o que sabe e trabalhar em equipe.

E por aí vai…

Você não precisa ser perfeito, só tem que fazer a sua parte!

Até a próxima,
Isa.

Confira mais textos da colunista: www.socialbauru.com.br/author/isabelagaspar.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Isabela Gaspar
  • Vida e viagem seguem as mesmas regras

    Há mais de um ano podemos dizer que vivemos “um novo normal”. O distanciamento…
  • Em nome da pedra

    Navegar foi preciso para o meu aprendizado conquistar porto seguro. No histórico Ciclo das…
  • A Cesar o que é de Cesar

    O ano de 2021 é particularmente especial para Bauru, apesar da pandemia. Mas, como devemos…
Carregar mais em Colunistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Vida e viagem seguem as mesmas regras

Há mais de um ano podemos dizer que vivemos “um novo normal”. O distanciamento…