O que nos vem à mente quando pensamos em uma biblioteca? Um espaço cheio de livros. Para alguns, um lugar de antiguidades; para outros, um lugar de possibilidades. Mas a melhor definição para a biblioteca é um espaço de aprendizagem.

No dia 9 de abril é comemorado o Dia da Biblioteca e nas últimas décadas esses “depósitos de livros” precisaram se reinventar, já que os livros ficaram mais acessíveis, inclusive dentro dos nossos celulares. Então as bibliotecas viraram espaços de cultura, entretenimento e transformação cultural.

Nos últimos anos, as bibliotecas de Bauru passaram a promover eventos culturais, como festivais com apresentações teatrais, musicais, rodas de conversa, oficinas de crochê, tricô, apresentações de filmes, banca de troca de livros e atividades educativas com material pedagógico.

Espaço Verde na Biblioteca Central

Mas e agora com a pandemia, como elas têm se reinventado? Desde março de 2020 as bibliotecas públicas estão fechadas e os empréstimos e devoluções estão suspensos, assim como as atividades presenciais, por isso foi necessário repensar o modo de acesso remoto.

Assim, surgiram projetos como o “Viajando com a Biblioteca”, uma série de postagens no Facebook com dicas de leitura e curiosidades. Oficinas online como “O Teatro de Objetos na contação de histórias” e “A Estrutura do Gênero Dramático”. A programação está na página do Facebook da Secretaria Municipal de Cultura. Inclusive, ainda dá tempo de participar da oficina online “A estrutura do gênero dramático: leitura e entendimento sobre o texto teatral”, as inscrições terminam no dia 11 de abril.

Obras originais

Bauru pode se considerar privilegiada pelo tamanho do acervo disponível. Só nas bibliotecas públicas são mais de 80 mil exemplares, de diversos gêneros e temas.

A Biblioteca Central “Rodrigues de Abreu” é a que mais possui livros. Em média, a unidade empresta 900 exemplares por mês. Essa também é a mais antiga biblioteca municipal de Bauru, criada em 1972, e a maior da cidade, com espaços dedicados às artes, à história de Bauru e ao patrono e poeta Rodrigues de Abreu, com parte de suas obras e escritos originais.

As bibliotecas de Bauru possuem livros de diferentes gêneros, como literatura brasileira, estrangeira, infantil, infantojuvenil, autoajuda e religião, e um grande repertório para os apaixonados por HQs. Só a gibiteca “Aucione Torres Agostinho” da Rodrigues de Abreu possui cerca de 5 mil títulos e todas as bibliotecas ramais possuem gibis e mangás.

Dentro da biblioteca foi criada a Biblioteca Infantil “Ivan Engler de Almeida”, com uma brinquedoteca e espaço para teatro de fantoches, demonstrando que o livro também é um brinquedo fascinante. Assim como a gibiteca, que possui diversos gêneros das histórias em quadrinhos: do mangá ao infantil, do terror ao faroeste, dos super-heróis aos títulos de ficção e para adultos.

Além dos livros, o espaço verde concentra o material de meio-ambiente e ecologia, revistas, recortes de jornais e pesquisas sobre o tema.

Biblioteca Acessível

A Biblioteca Rodrigues de Abreu também disponibiliza um espaço equipado com dez computadores, acesso à internet, software de acessibilidade para pessoas com deficiência visual, equipamento ampliador de textos, e scanner que realiza a leitura de livros e textos convertendo-o em mídia digital que podem ser utilizadas em arquivos de áudio ou convertidas para a escrita ampliada ou Braille.

Para a pessoa com deficiência física está disponível mouse adaptado que permite ao usuário independência para operar o computador. O espaço também é usado para trabalhos em grupo, pesquisas escolares, cursos ou oficinas. Assim que houver condições seguras de uso, a biblioteca vai reabrir oferecendo todos esses serviços novamente.

Biblioteca da Unesp Bauru

Leitura em dia!

Mas não são apenas as bibliotecas municipais que podem nos orgulhar. As nossas faculdades também possuem acervos maravilhosos e que podem ser consultados por toda a população.

A biblioteca da Unesp de Bauru destaca-se pela quantidade de materiais emprestados. Em 2019, foram 43.955, ou seja, mais de 3.500 por mês. Mas em 2020 e 2021, o serviço foi suspenso devido à pandemia.

A biblioteca possui 80.799 livros, 4.002 teses e dissertações, 40.414 fascículos de periódicos impressos. E o espaço é muito usado também para ler, estudar, jogar xadrez ou sudoku.

Mesmo com os empréstimos suspensos, a boa notícia é que os alunos podem continuar estudando através do acervo online da Unesp que oferece e-books que fazem parte das bibliografias das disciplinas. Em 2020, foram contabilizados 4 milhões de acessos ao conteúdo do acervo online.

Biblioteca da ITE

Acervo do século XVIII

A ITE também conta com mais de 90 mil exemplares em suas três bibliotecas. E a da unidade da Rui Barbosa, fundada em 1950, traz uma curiosidade. Entre o acervo de mais de 49 mil livros jurídicos, mais de 5 mil são obras raras, antigas e clássicas. Com títulos a partir do século XVIII.

Para identificação de obras raras, são consultadas as bases de dados das Bibliotecas do Senado, Biblioteca Nacional, Bibliotecas da USP e Library of Congress. Há também obras de valor institucional. Para consultas, os pesquisadores fazem uso de luvas e máscaras, podendo fotografar algumas páginas de interesse. Por isso, esses livros não são emprestados.

As Bibliotecas da ITE emprestam materiais para alunos, ex-alunos, professores e funcionários. Entretanto, a comunidade pode fazer consulta dentro das unidades.

Em 2019, foram efetuados 94.504 empréstimos. E agora com a pandemia, mesmo fechadas, os alunos ainda podem solicitar os materiais através de e-mail ou telefone, com retirada na portaria da instituição ou o envio pelos Correios.

Sucesso com público geek

Com um público mais jovem, a biblioteca do Senac, que oferece ensino médio e tecnológico em Bauru, conta com mais de 5 mil itens no acervo. Entre seus livros, jornais e revistas, os de romance e fantasia e as HQs e obras voltadas ao público geek são os que mais fazem sucesso entre os mais de 800 empréstimos mensais.

Agora as atividades estão suspensas, mas antes da pandemia, além dos alunos da unidade, os bauruenses podiam fazer um cadastro simples no local para retirar as obras, o que será retomado posteriormente. A biblioteca também é adaptada para receber pessoas com deficiência física, auditiva e visual, com obras e suporte avançado.

Biblioteca do Unisagrado

Acervo mais completo da região

Já a biblioteca do Unisagrado destaca-se por abrigar um dos maiores e mais completos acervos da região. A “Cor Jesu” foi fundada em 1953 e contém 105.069 títulos e 211.329 exemplares entre livros, CDs, DVDs, gravuras, mapas, slides, fitas VHS, materiais em braille, partituras, trabalhos científicos e periódicos.

Em média são emprestados 600 materiais por mês. Em 2020, foram 6.403 empréstimos. Mesmo durante a pandemia, a biblioteca do Unisagrado continua emprestando livros para os alunos, professores ou funcionários, com agendamento prévio.

Fora da pandemia, os empréstimos também podem ser realizados por alunos egressos. Já a consulta é aberta para o público em geral e deve ser retomada assim que tudo voltar ao normal.

Serviço

Biblioteca Municipal Rodrigues de Abreu
Av. Nações Unidas, 8-9, Centro – CEP: 17010130
Fone: (014) 3235-1312 / (14) 3232-1333
Email: [email protected]

Biblioteca Ramal “Antonio Silveira”
Rua Antonio Alcazar, 5-153 – Núcleo Mary Dota – CEP: 17026030
Fone: (014) 3235-1312
Email: [email protected]

Biblioteca Ramal “Lucy Rangel Fraga”
Rua Carmelo Zamataro, Quadra 3 – Centro Rural de Tibiriçá – CEP: 17110000
Fone: (014) 3279-1222
Email: [email protected]

Biblioteca Ramal “Maria Raquel Zanni Arruda”
Rua Domingos Bertoni – 7-50 – Vl. Falcão – CEP: 17051510
Fone: (014) 3218-6175
Email: [email protected]

Biblioteca Ramal “Vanir de Carli Cunha”
Rua João Borges, 2-1 – Jd. Progresso – CEP: 17064200
Fone: (014) 3232-8549
Email: [email protected]

Biblioteca Ramal Geisel
Rua Alziro Zarur, 5-08 – Núcleo Geisel – CEP: 17033370
Fone: (014) 3203-4703
Email: [email protected]

Estação Cidadania
Rua Maria José Silvério Dos Santos, Quadra 02 – Conjunto Habitacional: Pastor Arlindo Lopes Viana – CEP: 17031604
Fone: (014) 3235-1312
Email: [email protected]

Sala de Leitura Jardim Ouro Verde
Rua Gabriel Morales, 1-24 – Jd. Ouro Verde – CEP: 17056048
Fone: (014) 3276-1626
Email: [email protected]

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Renata Marconi
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Conselho Municipal da Comunidade Negra de Bauru traz visibilidade a ações de combate ao racismo

Criado em 2003, o Conselho Municipal da Comunidade Negra de Bauru é uma ação promovida pel…