E pensar que o cotidiano de um condomínio de classe média na Barra da Tijuca – RJ poderia ser palco de uma das melhores produções do ano, pelo menos até agora.

Idealizado por Lucas Paraizo, mesmo roteirista da elogiada e premiada Sob Pressão (2017 – 2021) assina aqui os doze episódios que provam que o cotidiano pode ser algo tão banal até em suas maiores consequências.

Aliás, consequências talvez seja a maior definição sobre a série. O ato de pegar algo tão pequeno e ir escalando em uma onda crescente é algo que surpreende a cada episódio.

Os Outros fala sobre a dificuldade contemporânea de passar por cima do diálogo e as consequências da intolerância. Tendo como pano de fundo a Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, dois casais do subúrbio se mudam para um condomínio no bairro: Wando (Milhem Cortaz) e Mila (Maeve Jinkings) e Cibele (Adriana Esteves) e Amâncio (Thomas Aquino). Os filhos deles brigam e, quando tentam intervir, não conseguem chegar em um acordo. Com a briga em aberto, uma disputa pela verdade é instalada no condomínio, envolvendo, inclusive, os outros moradores. Até onde eles estão dispostos a chegar para estar na razão?

O maior destaque são as atuações, atores nacionalmente conhecidos por inúmeros papéis em novelas, mas aqui eles se desligam completamente deste universo. A começar pela incrível Adriana Esteves (nossa eterna Carminha) que interpreta Cibele, uma mãe que dedica a proteção de seu filho e que não mede esforços para protegê-lo.

Thomas Aquino, nacionalmente conhecido pelas participações em filmes como Bacurau (2019) de Kleber Mendonça Filho e Deserto Particular (2021) de Aly Muritiba, é de longe o personagem mais odiável e compreensivo ao mesmo tempo. Amâncio te dará nos nervos por causa de sua passividade o tempo todo.

Milhem Cortaz é o grande destaque no primeiro episódio e dita as regras do que será apresentado dali para frente. De tudo o que a gente já viu de suas atuações, dentre elas, Tropa de Elite e Carandiru. Aqui ele está tão visceral quanto em O Lobo Atrás da Porta, que aliás, se você nunca viu, veja!

O mesmo vale para Maeve Jinkings que começa discreta e no decorrer vai se mostrando essencial para o desfecho. Paulo Mendes e Antonio Haddad Aguerre que formam a dupla do elenco jovem valem ser lembrados também.

Mas por último, sem dúvidas, o maior destaque vale para Eduardo Sterblitch, famoso pelas participações em comédia e marcado por personagens caricatos, aqui ele interpreta Sérgio, um ex-policial que está envolvido nos movimentos milicianos do Rio de Janeiro. É amedrontador e repulsivo, que começa como um mal necessário, mas do que decorrer vai se transformando em um monstro.

Com ótimas atuações e uma história marcante, Os Outros é uma fascinante história cotidiana que aborda através de uma briga entre adolescentes uma reação em cadeia em um movimento crescente de DESGRAÇA.

Existe ali uma suspensão de descrença em alguns pontos, afinal, pelo padrão do condomínio, acredito que algumas pessoas ali não conseguiriam pagar, ainda mais na Barra da Tijuca.

Sem dar spoilers, mas ao longo dos doze episódios a história se desenrola e no meio de tudo isso, os personagens se moldam e se adaptam. O mérito do roteiro de manipular nossos sentimentos é algo magistral que varia entre ódio e emoção.

Personagens que são odiáveis no começo e no decorrer você começa a entender seus princípios e históricos, principalmente aqueles que começam bem e vão degringolando.

Temas como bullying, machismo e até uma discussão sobre o que é ser um pai para um filho são relatadas através das ações e emoções. A real é que a série aborda que grandes histórias não precisam ser tão distantes da nossa realidade, basta olhar ao redor. Lembrando que a série, apesar de pertencer ao grupo Globo, não é para a família brasileira. Violência e sexualidade são expostas ao extremo. E já tem segunda temporada confirmada!

Globoplay

Isso aqui não é publi (alô Globoplay) mas para quem procura algumas alternativas um pouco fora do convencional do que a gente encontra nos catálogos dos streamings atuais, a Globoplay é uma ótima escolha. Principalmente para quem gosta de documentários.

Exemplos: O Caso Evandro, Em Nome de Deus, Marielle – O Documentário, Doutor Castor, Vale Tudo com Tim Maia e Extremistas.br. Muitas histórias reais que valem a pena conferir. Independente de qualquer viés ideológico, a gente precisa prestigiar as produções nacionais. Tem muita gente talentosa e criativa produzindo muito conteúdo, que aliás, vale um texto aqui na coluna só sobre o cinema nacional.

Os Outros é um olhar através do espelho de nós mesmos, nossos reflexos e a maneira de reagir a certas ocasiões ditam que nós somos e que por muitas vezes escancaram nossos medos, receios e ao mesmo tempo, nossa coragem. Nosso olhar nos outros, por muitas vezes reflete a nós mesmos.

Os Outros, 2023-
Veredito: 5/5
Onde assistir: Globoplay
Temporadas: 1
Criadores: Lucas Paraizo
Avaliação da IMDB: 8.5
Trailer

Confira mais textos do colunista: www.socialbauru.com.br/author/gabrielcandido/ 

Compartilhe!
Carregar mais em Colunistas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Beatles em 4 filmes

Anunciado nesta semana, em parceria com a Sony e a Apple Corps (empresa responsável por to…