Marcela Polastri quer ensinar passar adiante todo o ensinamento que aprendeu com o Kung Fu, arte marcial chinesa com tradição milenar. Para isso, a atleta bauruense teve a ideia de criar um projeto que será realizado nas escolas de Bauru, ensinando crianças e adolescentes a partir de seis palestras.

Bacana a ideia, né? Mas o projeto corre o risco de não ser realizado por falta de verba. Marcela criou no site Catarse, de financiamento coletivo, uma campanha que pretende arrecadar nove mil reais até a próxima terça-feira, 17 de outubro. Caso ela não consiga, o projeto não será realizado.

Nós conversamos com a atleta para saber mais sobre o projeto. Confira:

Gostaria que você explicasse como consiste o seu projeto.
Marcela: Meu projeto tem a finalidade de levar a filosofia e os princípios da arte marcial chinesa Kung fu para crianças e adolescentes de Bauru e região através de seis palestras gratuitas em seis escolas de ensino fundamental e médio. Mas para fazer as seis as palestras, são necessários muitos recursos financeiros. Para isso, criei uma Campanha de Financiamento Coletivo no Site Catarse, onde as pessoas ajudam financeiramente o projeto com o quanto puderem e recebem prêmios e recompensas por cada doação. A meta de arrecadação para o projeto é de 6 mil reais.

Você levará o seu projeto em todas as escolas municipais de Bauru? Como funcionará?
Marcela: Serão selecionadas seis escolas de ensino fundamental e médio de Bauru e região. As escolas públicas terão prioridade entres as escolhidas. Se o projeto for um sucesso, poderei fazer para muito mais escolas!

A ideia é falar com alunos de quais idades?
Marcela: Vamos falar com alunos entre 8 e 18 anos. Sempre com uma linguagem simples e de fácil compreensão. Vão ser palestras muito divertidas!

Como você teve esta ideia?
Marcela: Sempre tive vontade de retribuir para a arte marcial tudo de bom que ela me proporcionou durante esses mais de dez anos de prática e seis anos defendendo a seleção brasileira. Quero levar tudo isso ao máximo de pessoas possíveis, mostrando os benefícios do esporte, motivando as novas gerações na prática de exercícios físicos e inspirando surgimento de novos atletas.

Faz muito tempo que a campanha online está no ar?
Marcela: A campanha no site Catarse já está no ar desde o dia 15 de setembro, ao todo são 33 dias de arrecadação. É uma campanha chamada “tudo ou nada”, no qual se arrecadarmos os 6 mil reais até dia 18 de outubro (quarta-feira que vem) faremos as seis palestras. Mas caso o faturamento seja, por exemplo, R$ 5.999 reais, o Catarse se responsabiliza em devolver 100% do dinheiro arrecadado aos colaboradores e o projeto não rola.

Você ainda não conseguiu a verba, né? Quanto falta?
Marcela: Consegui somente R$ 990,00 reais, 16% do total necessário. Faltam mais de 5 mil reais, sendo que a campanha acabará na próxima semana.

E esta verba irá custear o que neste projeto?
Marcela: Como sou atleta da Seleção Brasileira a mais de seis anos e nunca tive patrocínio, não consigo custear sozinha as despesas das palestras, muito menos pagar minhas viagens de competição. Esse dinheiro será usado para produzir as seis palestras e, com o que sobrar, tentarei pagar minhas despesas de viagem e alimentação em campeonatos internacionais.

Na sua opinião, de que forma este projeto ajudará a população da cidade?
Marcela: Acredito que essas palestras possam ajudar as novas gerações da nossa cidade a terem mais respeito pelo próximo, terem disciplina, adquirirem hábitos saudáveis, que elas sintam-se motivadas a mudar de vida pra melhor e se inspirem para que um dia possam ser atletas, trazendo muitas alegrias ao país.

Para ajudar a atleta, acesse: www.catarse.me/palestra