Olá, tudo bem com você?

Neste mês não vou escrever alguma dica para você aplicar no seu negócio. Quero falar da parte pessoal, até porque se ela não estiver fluindo, o profissional vai ficando de lado. 

Vamos aproveitar também que estamos no mês dedicado à mulher e valorizar umas às outras.

Para começar, gostaria que refletisse sobre a sua vida. Você está se orgulhando das suas conquistas ou apenas reclamando se uma pedra aparece no meio do caminho? Tenho me amado e dedicado o tempo suficiente a mim? 

Parece até clichê estes tipos de perguntas, mas quando verdadeiramente paramos para pensar, descobrimos coisas que talvez podem estar nos adoecendo, machucando, fazendo mal etc. 

Por estes motivos, convido você a valorizar a pessoa maravilhosa que é, com erros e acertos. Saiba deixar a vida fluir e aproveitar as oportunidades. Se as coisas começam a fluir, tudo começa a ir bem, no caminho planejado. 

Agora, falando de nós, mulheres… 

Eu sei que muitas vezes (na maioria,rs) a rotina vai ser extremamente cansativa e você vai acabar esquecendo de se orgulhar por tudo que fez e tem feito. Não desista! 

Vão existir dias ruins, pessoas ruins, negócios que não darão certo. Mas, também, existirão dias felizes, pessoas companheiras e de boa prosa e realização profissional. O caminho é feito com um passo de cada vez, saiba persistir.

Se este texto serviu para você, fico muito feliz. 

Se você acha que mais pessoas precisam ler, compartilhe com uma amiga ou amigo.

E se puder, escreva hoje uma mensagem para alguém especial ou até para você mesmo, dizendo o quanto se orgulha desta pessoa. 

Este mês foi diferente nosso bate-papo. Eu fico por aqui, até a próxima dica!

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Colunistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Coluna Rosana Poli: A vida é um baile com ou sem Covid

A atual pandemia da Covid-19 nos deixa muitas dúvidas, perguntas e medo. Mas, o principal …