Os óculos, tanto de grau quanto o solar, deixaram de ser uma utilidade para ser um acessório indispensável. Tanto que a quantidade de marcas, cores e modelos são infinitos hoje em dia. Há quem colecione as peças e também quem tenha um apego pelos óculos mais retrôs, seja por ter herdado ou até mesmo pela raridade.

E quando um item se torna essencial, fica difícil desapegar. Mas se o óculos quebrar? A boa notícia é que a maioria deles tem conserto sim. É o que explica Patrick Gusmão, proprietário da Pioneira Oficina dos Óculos em Bauru.

“É difícil um óculos não ter conserto, a maioria deles podem ser reparados. Um óculos não tem muitas peças, basicamente é a haste, a ponte, o aro, a mola (alguns não têm), a charneira. Enfim, são aproximadamente dez peças e todas são possíveis trocar ou reparar.”

Além de manter a funcionalidade do óculos e prolongar a vida útil da peça, os reparos também valem a pena financeiramente. Levando em consideração um óculos de boa qualidade, o valor do conserto, em geral, fica muito mais acessível do que comprar um novo.

Patrick conta que alguns clientes já levaram o mesmo óculos na oficina diversas vezes. “Tem gente que compra óculos solar e gosta muito, então repara algumas vezes a mesma armação, porque não acha outro igual. Outro exemplo são pessoas que compram armações boas e caras, e precisam colocar lentes que são mais caras ainda. Nesse caso o conserto compensa pelo valor, esclarece.

Pioneira Oficina dos Óculos

Especializado no conserto de armações de óculos, a Pioneira surgiu em setembro de 2020 em Bauru. Entre os serviços da oficina estão: soldagem; troca de molas, hastes e ponte; higienização, ajuste de plaquetas e de ponteiras.

Diante de um mercado escasso de profissionais na cidade, Patrick aponta que, mesmo em pouco tempo, já atende diversas óticas da cidade e da região, que são clientes fixos.

“70% dos meus clientes são óticas. Nestes oito meses eu atendo quase 40 óticas aqui, em Duartina, Agudos e Pederneiras. Então o meu foco é conserto em armação, eu não vendo armação e nem faço óculos, justamente para não ter esse confronto com as óticas”, afirma.

Embora também atenda o consumidor final, ele ressalta que o trabalho em parceria com as lojas especializadas agrega no serviço e fideliza os clientes.

“Algumas óticas não tinham o hábito de pegar conserto, a maioria delas tem um profissional que sabe a teoria e a técnica sobre lentes, mas não tem ferramenta e não sabe mexer com armação, porque não é o foco. Mas a ótica que conserta, agrada o cliente e fideliza. Hoje, os donos de ótica devem olhar isso como um serviço para agregar e não subtrair, o cliente com certeza vai voltar para comprar uma armação”, relata Patrick.

Do salão à oficina

Antes de inaugurar a oficina de óculos, Patrick já empreendia. Ao lado de sua esposa, o bauruense era cabeleireiro e proprietário de um salão na cidade. Porém, foi a partir do convite de um amigo que ele decidiu conhecer um pouco mais sobre o ramo dos óculos.

“Eu tenho um amigo que é dono de ótica e ele me convidou para trabalhar no laboratório e eu fui. Na verdade eu ainda era cabeleireiro e fui um tempo por conta própria, sem trabalhar pra eles, era mais pra aprender mesmo”, relembra. Após esse período, surgiu o convite para ser efetivado na ótica.

Além de ter afinidade com o trabalho manual e artesanal, devido à antiga profissão, Patrick também percebeu a oportunidade de uma fonte de renda diferente para a família. Estava decidido, ele mudaria de ramo.

Mesmo com as dificuldades de aprender um novo ofício, ele encontrou o que mais gosta, reparos em armações.

“Quando você é mais novo, fica mais fácil aprender, então de imediato eu achei que seria impossível, chegou um momento que eu quase desisti. Mas eu comecei a tomar gosto por consertar as armações, foi o que me interessou mais”, finaliza.

publieditorial

Serviço
Pioneira Oficina dos Óculos
Local: Rua Cussy Junior, 4-02, Centro
Horário de atendimento: de segunda a sexta, das 08h30 às 12h e das 13h30 às 18h, sábado das 08h às 12h
Contato: (14) 99665-6875
Facebook: /pioneiraoficinadosoculos
Instagram: @pioneiraoficinadosoculos

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Empreendendo pela 1ª vez, farmacêutica de Bauru explica como medicamentos podem ser manipulados sob medida

O conceito de “farmácia” é consolidado como o lugar onde se compra remédios caso algo não …