“O caminho para o vestibular é como uma rodovia. Se estiver bem pavimentada, você anda rápido e chega com segurança”. A metáfora é de Peterson de Santis, coordenador pedagógico do colégio Esquema Único em Bauru, que está com matrículas abertas até janeiro.

Para a escola, mais do que um acesso à faculdade, o vestibular é um projeto de vida, pois envolve a aprendizagem dos conteúdos, a escolha da profissão e universidade e socialização, além da preparação para a prova. É um longo processo que contempla a formação do ser humano.

Traduzida no lema ‘Juntos e Conectados’, é essa a proposta metodológica que a instituição reforça nesse período de matrículas, que terá diversas ações, como visitas ao colégio, tour virtual, conversas por videoconferência e oficinas preparatórias para os alunos.

Campanha do colégio é Juntos e Conectados

A principal atividade é uma prova que garante descontos na mensalidade, aberta a alunos a partir do 6° ano e que acontece neste fim de semana. Serão 35 (Ensino Fundamental) ou 50 questões (Ensino Médio). 

Os descontos serão concedidos a todos os participantes, de acordo com os resultados na prova, pois “não é uma competição”, como enfatiza Thaís Alencar, diretora da instituição. “É uma avaliação sua, e não uma forma de se comparar aos demais candidatos. Queremos deixar os alunos mais motivados”

Coordenador e diretora do colégio

As inscrições para a prova encerram nesta sexta-feira (17). Outras duas edições da atividade estão programadas para outubro e novembro. Para saber mais, acesse o site do colégio.

Parceria com o Bernoulli

Fortalecendo a relação entre o vestibular e a vida, o Colégio Esquema Único tem parceria com o Bernoulli, sistema de ensino que dispõe de ferramentas para facilitar a entrada nas faculdades, especialmente por Enem, Fuvest e Unicamp.

Com a colaboração, a escola conta com uma consultoria técnica e oferece aos alunos acesso ao sistema digital do Bernoulli e um “material escrito para que o estudante se apaixone pelo conteúdo”, como Peterson percebeu na prática.

Apostilas usadas no colégio

Isso porque, explica o coordenador, a empresa aposta na tecnologia educacional. Com o aplicativo Bernoulli Play, o aluno pode interagir com a apostila, seja por recursos de vídeo e imagem, gamificação dos conteúdos e, principalmente, em realidade aumentada.

Por exemplo, uma aula de geografia sobre rotação e translação. Junto ao conteúdo do professor, o aluno pode apontar o celular para a apostila e ver em 3D no celular o movimento dos planetas. “O que está estático na apostila, aparece de uma maneira muito mais interessante para ele”, comenta Peterson.

Ampliando a utilização do aplicativo, os alunos podem acessar também o portal Meu Bernoulli, que possui ainda mais interação, como conteúdos extras, videoaulas, informações das disciplinas e reforço.

Com o Bernoulli, o Colégio Esquema Único, que oferece turmas de anos finais do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Pré-vestibular, otimiza a aplicação da proposta metodológica de pensar o vestibular como prova e projeto de vida.

A prova

O colégio bauruense – fundado em 2002 e parte da rede Esquema Único desde 2015 – começa cedo a preparação para a prova de vestibular e intensifica conforme o aluno avança. A partir do 6º ano, os alunos já fazem testes similares aos vestibulares. Até a terceira série do Ensino Médio, essas provas vão se especializando e ficando mais com a cara do Enem, Fuvest e Unicamp. 

“A ideia é uma formação pensando a longo prazo”, diz Peterson. “Quando o nosso aluno acaba o ensino médio, o vestibular não é novidade. Eles devem encarar como se fosse só mais uma prova que integra o percurso da escola”.

Somado a isso, o Esquema Único aplica ao longo do ano os simulados do Bernoulli, feitos com questões originais e escritas por especialistas nos maiores vestibulares. Cerca de 30 minutos depois do simulado, o sistema de ensino oferece uma correção de todas as questões.

“O aluno está mais empolgado para saber a resposta da questão naquele momento! Por isso, eles liberam explicações para cada pergunta no momento em que ele está mais curioso”, comenta o coordenador. “Acabou a prova e rapidamente todo mundo já tirou a dúvida”

Para a correção, eles seguem os protocolos oficiais de cada instituição. Para o Enem, por exemplo, usam o TRI. Com isso, conseguem também simular o SISU, incluindo filtros entre cursos, universidades e cidades. É uma simulação, mas que indica um caminho ao aluno.

Sala do colégio

Dessa forma, o aluno se prepara especificamente para o curso que deseja. “É um mapa de estudo personalizado”, enfatiza Peterson. “A cada simulado, o próprio sistema mostra ao aluno onde ele está bem e onde precisa estudar. Isso começa na primeira série e se intensifica na terceira e no pré-vestibular”.

Preparação para a vida

Nas aulas, o colégio busca sempre responder uma das perguntas mais feitas pelos estudantes: ‘Onde eu vou usar isso na minha vida?’. “Queremos mostrar como aquele assunto é importante para aprender, e não para decorar. É para a vida, não só para uma prova”, comenta Thaís.

A ideia é mostrar o tempo inteiro, desde aulas extras até os boxes de contextualizações nas apostilas, como os conteúdos se aplicam no dia a dia.

Depois do vestibular, vem a vida. A proposta metodológica da escola inclui ajudar o aluno nas decisões, entre profissão, curso e faculdade. Como diz Peterson, é preciso fazer um equilíbrio entre os sonhos, as habilidades e as expectativas. “Eu mesmo sento com os alunos para discutir desde a parte técnica dos cursos até refletir sobre qual caminho ele quer seguir”, diz.

Thais complementa enxergando como qualquer profissão escolhida significa também uma relação com a sociedade. “O que queremos é formar seres humanos e íntegros cidadãos, que tenham uma visão de mundo por completo. Não é só mercado de trabalho e competição, e sim uma visão de mundo social”, comenta a diretora.

Lidando com as emoções

Por isso, o aspecto socioemocional é essencial para a proposta metodológica. “A aprendizagem envolve todo o contexto do aluno, e o emocional faz parte dele. Então, o aluno que prestar vestibular desgastado emocionalmente, por exemplo, provavelmente irá mal. Não dá para desassociar”, diz Thais.

Para isso, a escola conta com a parceria do Programa Semente, oferece aulas específicas sobre lidar com as emoções e disponibiliza uma psicóloga que dá suporte aos alunos. Durante o ano, oferece também palestras com assuntos atuais para os alunos compreenderem o que está acontecendo no mundo.

Além disso, a socialização é incentivada por lá, pois faz parte da preparação para a vida. “Mostramos para eles que não adianta abrir mão da vida social e achar que é isso que vai fazê-lo passar no vestibular. Para garantir esse equilíbrio, a escola oferece várias atividades sociais”, conta o coordenador, citando o sarau de artes e a feira de ciências. 

Sala do colégio

No próximo ano, o colégio Esquema Único lança os itinerários formativos, uma grade de disciplinas com aulas diferentes. “Vamos colocar o aluno em um espaço mais criativo, onde ele será ainda mais protagonista do processo de ensino. Nessas aulas, eles vão trabalhar de uma maneira mais construtiva e participativa, pensando projetos em equipe. É uma metodologia ativa”, diz ele.

Ademais, o colégio possui quadras society e poliesportiva, salas climatizadas e com tecnologias. Possui também aulas complementares para plantão de dúvidas, monitoria e aulas opcionais, como empreendedorismo e espanhol.

Presença da família

Como projeto de vida, a presença da família é fundamental e os pais estão presentes em todas as etapas. A coordenação usa o WhatsApp como canal de comunicação direta com os pais.

Além disso, a escola publica o blog Falando com os Pais, oferecendo ferramentas de acompanhamento do desempenho escolar do aluno e mostrando recado de tarefas, notas, comunicados, advertências e qualquer outro tipo de informação da vida escolar do aluno.

Segundo Peterson e Thaís, tudo feito para garantir a formação do ser humano. Assim como os professores donos do grupo Esquema Único (que possui quatro unidades no interior de São Paulo), Fernando e Rogéria, a proposta é entender a escola como a base da sociedade.

publieditorial

Serviço
Colégio Esquema Único
Endereço: R. Rio Branco, 28-18
Horário de atendimento: De segunda a sexta, das 7h às 19h. Sábados, das 9h às 12h.
Contato: (14) 3226-2333 | (14) 3226-2080
Site: www.esquemaunico.com.br/bauru/
Instagram: @esquemaunicobauru
Facebook: /esquemaunicobauru

Compartilhe!
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Simples em evidência: galeria de Bauru inaugura com objetos que vão do artístico ao vernacular

A um passo da simplicidade que acalma. Este é o sentimento ao entrar na Simples Galeria, c…