Mulher bauruense, você já se tocou hoje? Pois saiba que o autoexame é essencial e o primeiro passo para a prevenção do câncer de mama. Esse tipo de câncer é um dos mais comuns entre as mulheres do país, sendo responsável por 29% dos casos anuais.

Aqui em Bauru, o grupo Amigas do Peito existe desde 2003 e tem como objetivo dar assistência às mulheres com câncer de mama e também conscientizar a sociedade sobre a doença. Criado pelo mastologista Dr. William Davila Delgallo, hoje, o grupo já conta com mais de 130 pessoas, entre voluntários e mulheres assistidas.

Um grupo de apoio

Mesmo que já existisse desde 2003, o Amigas do Peito só foi oficializado em 2008, como uma instituição sem fins lucrativos. Até hoje, o grupo é formado por uma maioria de mulheres que promovem eventos com a finalidade de prestar assistência às portadoras da doença.

Além disso, elas também promovem ações preventivas de combate ao câncer de mama, com o apoio de profissionais e voluntários.

Em 2017, o grupo ganhou uma sede oficial, na Rua Monsenhor Claro. Com espaço próprio, o Amigas do Peito promove atividades de artesanato e oficinas.

“Temos fisioterapeuta, nutricionista, acompanhamento psicológico e acompanhamento físico em parceria com a Unesp”, explica Clara Vasconcelos, presidente do grupo. “Também promovemos cursos e palestras para chamar a atenção da sociedade para o exame preventivo”, completa.

Ações para os bauruenses

Além das atividades semanais do grupo, o Amigas do Peito também organiza a Caminhada pela Vida, que acontece anualmente em Bauru. Em 2019, o evento chega em sua 12ª edição e tem como objetivo estimular o exercício físico entre as mulheres.

“Com a caminhada, queremos mostrar a importância do exercício físico tanto para mulheres que têm o câncer de mama quanto para as que não têm e fazem a prevenção”, explica Marta Angélica Raimundo, vice-presidente do grupo.

Junto à caminhada, no mês de outubro, o Amigas do Peito organiza a Ação Rosa. O evento acontece no Sesi com atividades e participação de profissionais e faculdades para orientar as bauruenses.

Para os eventos de 2019, o grupo já está procurando patrocinadores e voluntários!

O câncer de mama

Todas as mulheres dentro do grupo já tiveram ou têm câncer de mama e afirmam que a doença já não é mais uma sentença de morte.

“Hoje temos mais tecnologias do que quando eu tive câncer, há 14 anos. Ainda assim, tudo varia do nível de informação e conhecimento das pessoas sobre a doença”, explica Clara.

Elas ainda contam como o grupo traz mudança na vida das mulheres. Muitas chegam tristes e acabam vendo um lado positivo da vida, mesmo com o câncer de mama.

“A sensação que temos ao participar do grupo é de possibilidade. Mesmo o câncer sendo uma caminhada difícil em nossas vidas, ele tem cura”, comenta Marta. “O câncer de mama é uma coisa que mutila a mulher, mas também é algo que dá para superar. O que tentamos passar no grupo é que viver é mais importante do que a dor momentânea da doença”, finaliza.

O grupo Amigas do Peito tem reuniões mensais e quem precisar de acolhimento é só ir até a sede ou entrar em contato pelo telefone (14) 3243-2262, Facebook (www.facebook.com/grupoamigasdopeito) ou site (www.amigasdopeito.com).

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Saúde e Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Primeiro Pedal Solidário McDia Feliz ajudará o Hospital Estadual de Bauru

O 1° Pedal Solidário McDia Feliz será realizado no dia 24 de agosto! O evento é um passeio…