Você já teve a sensação de entrar em um lugar e se sentir acolhido? Foi isso que me chamou a atenção ao pisar no Expresso da Gula e conhecer a Luciana Tavares e o Cássio Turini. Tanto pelo carinho e atenção que o casal dava a um cliente, quanto pelo pé de manjericão fresco em cima do balcão.

O cuidado com cada detalhe do restaurante revela que a escolha por embarcar no ramo da gastronomia é fruto de amor. A paixão por cozinhar, que vem de família, uniu a advogada e o zootecnista e fez com que investissem em um negócio. Além de mudarem de ramo, eles apostaram também em um novo formato ao servir comida caseira.

Inaugurado há um mês, o Expresso da Gula tem a proposta de ser uma comidaria. Portanto o espaço é voltado para a alimentação, seja para aproveitar uma refeição completa ou um café. Ah, e tudo é preparado de forma caseira, com ingredientes frescos, naturais e nada de conservantes! “Comida de verdade”, frisa Luciana.

“A gente quer praticidade e qualidade no fornecimento da comida, porque vem um pouco de histórico familiar e emocional. Ele [Cássio] se descobriu cozinheiro e fica na cozinha com uma cozinheira profissional”, explica Luciana. Já Cássio completa, contando um pouco sobre a chef, “Ela é daquelas senhorinhas que ama cozinhar, que trabalha com alho, cebola, sal e só”.

Comidaria: do café ao jantar

Assim, o restaurante abre às 07h com um combo especial para o café da manhã: salgado ou pão de queijo e café refil por R$5,00. Você não leu errado, pode aproveitar o café à vontade! O cardápio ainda conta com omelete, sanduíche, misto quente e salada de frutas.

Já o almoço oferece a possibilidade de montar o seu prato do jeito que quiser. Entretanto, diferente do self service, tudo é preparado na hora. Logo, o cardápio conta com 20 opções, entre elas porções de carne de panela ao vinho, feijoada, panqueca à bolonhesa, além do tradicional arroz e feijão.

Porção de bacalhau à gula

Com tanta variedade é comum ficar indeciso. Por isso, Luciana e Cássio pensaram em um menu com as opções já prontas e por valores únicos. Um exemplo é o prato estrogonofe de carne com arroz e batata palha ou o filé à parmegiana de carne, com arroz e batata.

Parmegiana de carne bovina

Já a sobremesa fica por conta dos sorvetes com 42 sabores diferentes. Entre as opções há o pote de dois litros, picolés de frutas e de leite e paletas mexicanas.

Flexibilidade no dia a dia

Além do sabor caseiro e das inúmeras possibilidades ao montar o prato, Cássio ainda explica que outra vantagem é a flexibilidade de horário. “Se o cliente chegar às 18h e quiser almoçar, nós vamos fazer o prato dele. Então essa é outra vantagem, porque nós oferecemos comida fresca a qualquer hora do dia”, diz.

Em suma, eles unem todas essas características ao ambiente do restaurante. O espaço foi pensado para oferecer um local aconchegante para realizar uma refeição, um café ou almoço de negócios, pois possui um ambiente discreto e climatizado. Por isso, Luciana e Cássio contaram com a ajuda de uma arquiteta, além de dar os toques pessoais.

“É um lugar para você sentar, relaxar e experimentar uma boa comida. O que a gente quer passar é para a pessoa não se atropelar na hora do almoço, então se o tempo estiver curto é só ligar, avisar que horas vai chegar e já deixamos pronto no horário”, recomenda Luciana.

Outro cuidado foi em relação ao cheiro do ambiente, já que muitos restaurantes deixam um aroma de comida no ar, que acaba pegando na roupa e no cabelo. “Rapidez para o cliente, ambiente discreto, climatizado, com músicas excelentes e sem cheiro de fritura, pois a pessoa retorna ao trabalho sem ficar cheirando comida durante o dia”, enumera Cássio como os diferenciais do Expresso.

Para quem quer comer em casa, ainda é possível levar as refeições. Basta buscar no local, pedir pelo iFood ou pelo Uber Eats.

publieditorial

Serviço
Expresso da Gula Comidaria
Local: Rua Henrique Savi, 13-27 (na Galeria Trianon)
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 07h às 18h, sábado das 08h às 17h
Telefone: (14) 99171-5113
Facebook: www.facebook.com/expressodagulabauru

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Cinco pratos para comemorar os cinco anos de Madero em Bauru

No ano de 2015, a quinta unidade paulista do Madero estava destinada ao interior, mais esp…