Ao nos receber para a entrevista, a primeira pergunta foi da Zaira Cazasola, dona da padaria B.lem em Bauru: “Café coado ou expresso?” Foi apenas o início de uma conversa que teve ainda pastéis de nata B.lem (carro-chefe do local), coxinha de leitão à Bairrada, suco integral e terminou com uma caixa de doces.

O diálogo à base de pratos portugueses representa dois pontos importantes para entender o charme da padaria, que fica em frente ao Bosque da Comunidade, na Rua João Abo Arrage: o cuidado para receber os clientes e a confiança no cardápio com mais de 30 produtos.

Zaira frequentava a B.lem na capital, onde morou por 16 anos. Quando decidiu voltar a Bauru para ficar perto da família e escolheu empreender no ramo de padaria, sabia que podia contar com a qualidade da marca especializada em produtos de panificação e confeitaria de Portugal.

“Eu vi na B.lem a oportunidade de alinhar minha paixão por café, com produtos de excelente qualidade, e uma marca que traz uma memória afetiva para as pessoas”, comenta.

Nesse sentido, antes de escolher a franquia paulistana, a única coisa que ela sabia é que o empreendimento precisava estar conectado com o ramo da cafeteria. A empresária chegou a fazer cursos de barista na Coffee Lab, escola técnica da área, além da constante leitura de livros sobre o assunto.

Por isso, oferecer café de qualidade era a primeira exigência para Zaira. Na franquia, os cafés são da Delta, empresa com sede na região do Alentejo, em Portugal.

O momento da definição pela B.lem veio após um “apoio” do Social Bauru. Apesar de estar decidida no ramo, a dúvida ainda era lançar a própria marca – chegou a desenhar uma logo – ou apostar na franquia que já a agradava em São Paulo. Quando leu aqui sobre a presença de uma colônia portuguesa na cidade, teve a certeza de que essa seria a escolha.

Padaria portuguesa

Portanto, trazer uma padaria especializada em pratos portugueses permitiu começar abraçando um público que sentia saudade da sua herança cultural e oferecer um cardápio diferente das tradicionais padarias de Bauru.

“A B.lem é uma padaria que consegue trazer memória afetiva para a colônia portuguesa. Elas veem os doces aqui e lembram da infância e das suas raízes. Eu acho isso muito legal”, diz Cazasola. 

Com isso, a padaria cria uma conexão com a cidade. Clientes já chegaram a dividir o conhecimento do país com a B.lem, como quando um descendente português corrigiu a forma de falar o combo Rossio. “Então é legal que os clientes compartilham um pouco das vivências deles”, comenta.

É uma ligação construída pela disponibilidade de produtos, e também pela qualidade deles. Quando Zaira começou a trabalhar com a franquia, ela conheceu a história e se identificou com um fator importante: a autenticidade. “Se o produto não vem com a receita autêntica, nós suspendemos”, garante.

Além disso, todos os produtos são de fermentação natural, feitos com farinha importada de Portugal, não usam conservantes e são feitos de modo artesanal e preparados em um forno especial.

Doces, salgados, pães e combos

O cardápio é baseado na culinária portuguesa. Assim como o pastel de nata B.lem, o leitão à Bairrada, que recheia a coxinha oferecida durante a entrevista, também é um prato típico de lá. 

O carro-chefe é vendido no tradicional ou no zero açúcar (adoçado com frutose) e geralmente sai nos combos de 4 ou 12 unidades, porque diminui o preço. Para quem gosta de pão francês, a sugestão é o pão de água ou o pão de leite. 

O cardápio oferece também travesseiro de sintra (massa recheada com creme de ovos e amêndoas), travesseiro de Nutella, salame de chocolate, quindim e brigadeiro baba de camelo. Em salgados, vende empadas alentejanas, bolinhos de bacalhau e pães alentejanos, de Deus (coberto com cocada), de azeitona e de chouriço (linguiça portuguesa).

No empório, vende geleias artesanais, papo de anjo, fio de ovos, bolachas amanteigadas (que são servidas com o café), vinhos, incluindo em meia garrafa (estilo long neck) e azeite. “Todos portugueses, pois nós procuramos manter tudo na linhagem de lá”, afirma Zaira.

Para alguns produtos, a B.lem também vende congelados para fazer em casa. Ademais, conseguem produzir kits para eventos, como muitos pediram para as ceias no fim do ano passado, e fazem delivery pelo iFood.

Uma boa opção também é pedir os combos. O Alfama, que vem pão de água e expresso, é R$ 10,90. O Rossio – que lê-se /Róssio/ – é pão de leite com queijo e presunto e expresso por R$ 15,90. 

Ainda, os clientes podem ficar de olho nos produtos sazonais. Para a Páscoa, a padaria vai disponibilizar duas opções de trufas, uma com a cereja portuguesa ginja e outra de amêndoas. No último Natal, venderam dois tipos de panetones, um com ovos moles e outro com ganache de vinho do porto.

Na parte de bebidas, além dos cafés expresso e coado, também oferecem capuccino, chocolate quente e gelado, chá, cerveja, três tipos de vinho, refrigerantes e sucos integrais.

Voltando para Bauru

Além dos pratos, o local onde aconteceu a entrevista também é importante para entender a história por trás da B.lem em Bauru. Conversamos com Zaira em uma área da padaria pensada para quem quer levar um laptop para trabalho ou lazer. Uma ideia que a empresária trouxe dos tempos em que trabalhava em espaços como esse.

Desde 2004 na região da capital, ela trabalhou dez anos no ramo financeiro e outros seis na área de trademarketing no setor industrial, em uma multinacional. Entre viagens ao Rio de Janeiro e Espírito Santo e trabalho remoto, passava horas com o notebook em cafeterias.

Nesse sentido, o ambiente da B.lem é pensado pela experiência. Além do trabalho, o deck à frente da padaria é ótimo para reunir os amigos e relaxar, além de ser pet friendly. “Oferecemos a composição. Não estou te oferecendo só um café, mas também o atendimento, o ambiente e a experiência”, explica.

São vivências do período na capital, e trazida para Bauru, cidade onde a história dela começa. Embora não tenha nascido aqui, veio aos 4 anos. Por isso, se considera bauruense. Inclusive, os primeiros empregos foram na antiga Pelicanos, que ficava na Batista de Carvalho, e na Tanger, além do início da faculdade na ITE, no curso de administração.

Após casar e ir morar com o marido em São Paulo, adaptaram-se ao ritmo acelerado da capital e estavam bem nos empregos. Mas sentiam que era hora de dar uma parada. “Eu adoro lá, mas é uma dinâmica de vida totalmente diferente. Sentimos que era hora de voltar”, comenta. 

Três meses da padaria B.lem 

Quando voltou para Bauru, veio com planos de empreender. “Começamos a visualizar diversas oportunidades na cidade”, conta. Ela e o marido abriram a lavanderia Mr. Jeff, em março de 2020. Em 20 de novembro, surgiu a B.lem.

Apesar do medo inicial, a recepção foi positiva. “Quando estamos empreendendo rola esse medo de abrir e não entrar ninguém. Mas não, ‘bombou’. O primeiro mês foi sensacional e continuamos mantendo uma boa média de clientes”, diz. 

Assim, em três meses, a ansiedade deu lugar a um período de ajustes até chegar ao momento atual, dos planos para expandir. 

Entre os objetivos estão oferecer um cardápio de almoço e – quando estiver liberado – organizar eventos como workshops e degustações de vinhos, exposição de artistas e palestras. Para acompanhar essas ações, fique de olho na #blembauru no Instagram e no Facebook. 

Após anos entre finanças e indústria, o objetivo agora é outro: agregar o conceito português de cafeteria a Bauru. Sentiu que conseguiu isso ao receber uma cliente portuguesa que insistia em não experimentar o pastel de nata B.lem. “Já comi em diversos lugares, e ninguém consegue fazer um bom”, dizia a freguesa.

Zaira persistiu e ofereceu um de cortesia. Confiança no produto. No mesmo dia, a cliente levou uma caixa. “Me senti em Lisboa”, disse a cliente. Ali, emocionada, a empresária teve certeza que basta experimentar o pastel de nata B.lem para se encantar pela padaria.

publieditorial

Serviço
B.lem
Endereço: R. João Abo Arrage, 3-46 – Vila Guedes de Azevedo
Horário de funcionamento: Todos os dias, de 8h às 19h.
Estacionamento: Há duas vagas de estacionamento e convênios com os estacionamentos das proximidades, com permanência grátis.
Contato: (14) 99152-8575
Site: www.blempadaria.com
Instagram: @blempadaria (Siga a #blembauru para ver postagens da unidade local)

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Raphael Bonini
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

KFC, maior rede de frango frito do mundo, será inaugurado em Bauru

Boa notícia pra quem gosta de frango frito: o KFC vem para Bauru! 🍗 O restaurante …