Bauru é reconhecida nacionalmente como a Capital do Voo a Vela, portanto, o Aeroclube é de grande importância para a cidade. Inaugurado em 08 de abril de 1939, o prédio foi arquitetado no estilo art-déco e o conjunto de edificações foi tombado como patrimônio histórico municipal.

A ideia é proteger os prédios que fazem parte da história da cidade. Seguindo esse objetivo, de cuidar e também melhorar, os irmãos Luiz Henrique e Eduardo Ciccone assumiram o Bar Aeroclube no começo deste ano.

Entusiasmado e em meio a obras, Luiz Henrique conta em entrevista exclusiva ao Social Bauru todos os planos para reabrir o espaço. De cara, ele já explica que o principal é resgatar o valor do Aeroclube. “O intuito é olhar para o prédio com carinho. Quero que todo mundo olhe, perceba que o prédio estava aqui desde sempre e consequentemente ter o bar.”

Restauração baseada em fatos históricos

Nesse sentido, todas as obras que estão sendo feitas no local tem o objetivo de restaurar, ou seja, reformar trazendo características originais do prédio. Portanto, a fachada retorna às cores originais: branco e azul, feito que contou com o apoio da loja Tintas Maestria. Bem como o telhado, datado de mais de 30 anos, que foi retirado com todo cuidado, pintado e será reinstalado. “Toda parte à vista do prédio vai ficar mais próximo do original”, esclarece Luiz Henrique.

Além da estética, alguns aspectos estruturais também precisaram de reforma por se tratar de um prédio de 82 anos. “A parte da infraestrutura também foi estudada para renovar o sistema de água, esgoto e elétrica, que eram antigos”, complementa.

As ideias para a restauração do Bar Aeroclube foram fundamentadas em pesquisas, com o intuito de manter a originalidade. Então, o primeiro passo de Luiz foi conversar com os associados antigos do Aeroclube e com um historiador. Com os estudos em mãos, o arquiteto Marcio Cortopassi passou as ideias para o papel. Inclusive as imagens que ilustram esta matéria são produzidas pelo escritório de arquitetura de Marcio.

Portanto, todas as mudanças foram documentadas e entregues ao Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Bauru (Codepac), que aprovou a reforma. “Fiz o estudo histórico através de fotos e relatos. Apresentei o dossiê de como era a fachada original, do que iria ser feito, especifiquei todas as etapas da restauração. A aprovação [do Codepac] foi unânime”, aponta o empresário.

O novo Bar Aeroclube

Em breve, a estrutura do local estará renovada, porém, conserva-se o clima descontraído, bem como o nome do bar. O Bar Aeroclube será um espaço para os bauruenses aproveitaram em qualquer momento do dia. “Que as pessoas possam vir com as crianças, com o cachorro, se estiver correndo na Getúlio, parar aqui. Sem muita burocracia, idealiza Luiz.

Portanto, o espaço contará com a parte interna que será bistrô e a parte externa que envolve o bar e a pracinha. Com funcionamento das 09h às 22h, todos os dias da semana, o cardápio bem brasileiro, com opções de café da manhã, almoço, porções e petiscos.

Parte interno do bistrô do Bar Aeroclube

Já o bar contará com drinks, cervejas e chopps, sendo o primeiro de Bauru decorado pela cerveja Stella Artois.

Bar localizado na parte externa

Por fim, a pracinha tem o intuito de ser um espaço cultural do Bar Aeroclube, com exposições, eventos para crianças e até ponto de encontro de ciclistas.

De forma resumida, a reforma do bar veio para aumentar o conforto, melhorar a infraestrutura, mas manter o ar de simplicidade.

Desejo de anos se concretiza

Natural de Avaré, Luiz veio para Bauru com o intuito de estudar Engenharia de Produção na Unesp. Naquela época, sua república estava localizada próximo ao Aeroclube e o bar era ponto de encontro dos amigos. “A gente sempre se reunia aqui. Mesmo depois que me formei, a minha turma sempre se encontrou aqui, então eu venho praticamente há 15 anos”, relembra.

A admiração pelo espaço surgiu ainda quando era estudante. Segundo o empresário, ele via muito potencial no lugar, que era pouco explorado. Por já haver um negócio funcionando no local, não havia a possibilidade de abrir outro comércio. Por esse motivo e em respeito aos antigos proprietários, que também eram seus clientes, ele arquivou a ideia.

Até que ele recebeu a notícia, pelos próprios ex-donos, de que haveria a possiblidade de assumir o bar. “Eu fiquei em choque porque não esperava. Quando eles me deram a dica, fiquei muito feliz, não era o momento por causa da pandemia, mas eu não pensei meia vez. Vim na secretaria para saber o que tinha que ser feito e no mesmo dia fiz a proposta”, conta.

A previsão de reabertura do Bar Aeroclube é junho de 2021.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Quem é o bauruense por trás do aplicativo TopBoxx?

Você já deve conhecer o que é o aplicativo TopBoxx, como ele cresceu rápido e a recente am…