A descoberta do amor pela confeitaria fez com que Marina Oneto deixasse sua profissão como arquiteta para embarcar no mundo dos doces. Mesmo assim, a história dos dois ofícios se entrelaçam, já que tudo começou ainda na faculdade, há oito anos, quando uma amiga a chamou para fazer e vender cupcakes.

“A Thais gostava muito de cozinhar e, na febre do cupcake, resolvemos fazer. Eu não sabia cozinhar nada, era um desastre, só raspava os potes. Ela ficava louca comigo, falava que eu ia ficar com dor de barriga e, às vezes, até ficava mesmo”, relembra rindo.

Com o tempo, Marina foi pegando o jeito das receitas e até passou a gostar mais de cozinhar. Entretanto, foi ao receber o sorriso das pessoas que comiam seus cupcakes que ela se apaixonou pelo trabalho. Em busca de transmitir amor por meio dos doces, a arquiteta deixou os croquis para embarcar em uma aventura mais açucarada.

Confeitaria Um Oitenta

Decisão tomada, Marina foi em busca de uma formação especializada na Escola de Gastronomia Brasil (IGA). Para ajudar a pagar o curso, ela começou a vender bolos em frente à Paschoalotto. “Eu ia todo dia na hora do almoço, então o pessoal me conhecia como a moça do bolo. Tinha até gente de dentro do prédio que mandava mensagem pro pessoal falando ‘tô vendo a moça do bolo'”, conta.

Desde então, outras encomendas chegavam para a confeiteira: doces para festas, bolos de aniversário, ovos de Páscoa. Em dezembro de 2019, Marina deu mais um passo na nova profissão e passou a fazer panetones, momento em que também surgiu o nome da sua marca, Um Oitenta.

Sobre isso, ela explica as duas motivações: “O primeiro é porque eu moro no número 1-80. Já o outro é porque a maioria dos processos de assar são feitos a 180°C.” Sendo assim, a Um Oitento completa um ano no mercado e, hoje em dia, conta com um cardápio recheado de opções.

De barras de chocolate a receitas sazonais

Presente em todos os momentos da produção, Marina faz tudo por conta própria. Por isso, ela libera o cardápio da semana na quarta-feira em seu Instagram com tudo o que será produzido. Assim, é possível fazer as encomendas até sexta-feira, quando ela sai para entregar os pedidos.

Entre as opções estão o brownie, o alfajor argentino e a barra de chocolate recheada, esta última disponível em nove sabores diferentes.

Além disso, os cookies são os preferidos da Um Oitenta, nas versões tradicionais, recheados de Nutella, chocolaka (cookie de cacau com gotas de chocolate Laka) e o red velvet.

“Hoje em dia os cookies saem bastante, porque eu criei o trio de cookies. Nele vai um tradicional, um chocolaka e um red velvet. Tem gente que pede três trios!”, revela Marina.

Chocotones para o Natal

E claro que o Natal não ficaria de fora do cardápio da Um Oitenta, afinal, foi onde tudo começou. Para 2020, as encomendas vão até o dia 18 de dezembro pelo Instagram ou pelo WhatsApp.

A novidade natalina é o Rubytone, um chocotone feito com chocolate ruby da marca Callebaut, que pode ser recheado com pistache ou com brigadeiro branco e frutas vermelhas. Sobre a novidade, Marina explica que “O ruby é um chocolate naturalmente rosa, então não tem corante nem aditivo. É o quarto tipo de chocolate e foi desenvolvido pela Callebaut na Bélgica”, esclarece a confeiteira.

Além disso, pensando em atender as pequenas e microempresas em busca de um presente, Marina oferece um valor especial para os chocotones, que podem ser no tamanho mini ou grande. Abaixo listamos todas as opções disponíveis para este fim de ano.

Mais sabores dos chocotones:

  • Chocotone tradicional
  • Chocotone recheado com Leite Ninho e Nutella
  • Chocotone recheado com ganache de Laka

  • Chocotone recheado com doce de leite e nozes
  • Chocotone recheado com brigadeiro
  • Chocotone recheado com Nutella

Por fim, se tem algo que Marina não deixa de lado é o contato com seus clientes, motivo pelo qual se apaixonou pela profissão. Por isso, ela conta que os planos para o futuro são aumentar as opções do cardápio.

Eu não planejo ter loja, porque precisa de uma produção muito grande, acaba não sendo o que eu cozinhei, o que eu coloquei o meu coração. Acho que cria uma distância que eu não quero ter, porque esse projeto pra mim é um  projeto de amor, de paixão, finaliza. 

publieditorial

Serviço
Confeitaria Um Oitenta
Instagram: @confeitariaumoitenta
WhatsApp: (14) 99628-3008

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Padaria B.lem chega em Bauru com mais de 30 receitas da culinária portuguesa

Ao nos receber para a entrevista, a primeira pergunta foi da Zaira Cazasola, dona da padar…