O casal bauruense Daiana Grejo e Eduardo Grejo gosta de fazer festas de aniversário para a Tequila, a cadela deles. Até alguns anos atrás, eles tinham dificuldade em encontrar itens. “Há dez anos, a gente improvisava um bolinho e colocava um chapeuzinho de criança. Não tinha mais nada”, conta ela.

Se naquela época a atitude era vista como diferente, a vontade do casal de celebrar a vida do animal de estimação é algo cada vez mais comum. São pessoas que querem demonstrar o carinho pelos pets como membros da família.

E se por muito tempo eles não tinham como fazer uma festa, o casal resolveu criar a própria alternativa. Era o diferencial que o Eduardo, veterinário, buscava para um lançar uma loja para pets. Com a ideia de fugir do convencional, eles se fizeram a pergunta: “Imagina se existisse uma padaria para cachorro?”

Então, há dois anos, se juntaram com uma amiga veterinária e madrinha de casamento, a Cleide Lazarotto, e lançaram a Auforno Confeitaria Pet, em junho de 2019. A ideia era criar petiscos e iguarias similares a uma padaria, que ficariam dispostos na vitrine prontos para consumo.

Dessa forma, o bolo para celebrar o aniversário seria um dos principais produtos. Com isso, eles perceberam que o desejo de festejar com o pet não era só deles. “Quando abrimos a Auforno, vimos o quanto as pessoas sentiam falta de ter esse momento da festinha com um bolo de aniversário. Vimos que realmente o pet faz parte da família”, conta Daiana.

Receitas saudáveis para os pets

Veterinários, Eduardo e a sócia Cleide trazem todo o conhecimento técnico para garantir que os petiscos sejam saudáveis. “Isso é o mais importante para nós. Pensamos sempre na qualidade de vida. Por isso, nossa pegada é toda natural, sem produtos com conservantes e corantes”, garante ele. “É um intuito nosso: desenvolver a saúde do animal”.

Portanto, o primeiro passo é indicar o que os animais podem ou não comer. O bauruense explica como eles pensam nos ingredientes que fazem bem e montam uma lista de possibilidades. A partir daí, surge a adaptação para os pets das receitas para humanos. 

Confeitaria para pets 08

“Vamos pensando em como fazer. Coxinha leva batata e eles não podem? Então, colocamos batata-doce. Frango pode? Então mantém. Depois, vamos trabalhando as quantidades ideais”, diz Daiana.

No geral, as receitas levam ingredientes como farinha de arroz sem glúten, legumes e frutas, temperos naturais, algumas ervas que promovem benefícios e os ingredientes com proteínas.

E se quem indica são os veterinários, quem coloca a mão na massa é a Daiana. Profissional do marketing, ela decidiu entrar de cabeça na ideia da confeitaria, e encontrou um mundo a ser explorado. 

“Eu entrei em um universo que não tinha referências. Quando comecei, fui procurar e não encontrei nem cursos sobre confeitaria pet. Portanto, o Eduardo e a Cleide trouxeram o conhecimento técnico, e eu fui criando do zero as receitas”, relata a empresária.

Atualmente, ela já desenvolveu diversas receitas e diz que continua aprimorando e criando novos petiscos. Claro, sempre com a ajuda da Tequila, que virou a experimentadora oficial das iguarias!

Feitos à mão com carinho

Confeitaria para pets 07

Portanto, a confeitaria é o foco da Auforno, especialmente pelo modo de fazer os petiscos. “Quando pensamos em confeitar alguma coisa, pensamos em algo artesanal. Algo que é feito manual, um por um e que tem um carinho. Por isso, ao invés de padaria, chamamos de confeitaria pet”, comenta Daiana.

Os biscoitos em formato de osso, por exemplo, são feitos um de cada vez. “Nossa, e dá muito trabalho!”, comenta Eduardo. “Mas compensa. Em dois anos, vendemos uns 50 mil biscoitos. Além disso, quase todos os produtos são feitos no forno – inclusive, por isso o nome Auforno.

Confeitaria para pets 06

No cardápio, a confeitaria tem 15 pratos próprios, entre brownie, brigadeiro, coxinha, muffin e cookies, todos à pronta-entrega. O bolo é o único que pode ser pedido com antecedência, considerando que pode vir acompanhado de enfeites.

Nesse sentido, o bolo pode acompanhar um conjunto para a festa de aniversário. “A pessoa faz a encomenda do bolo, que normalmente acompanha um topper decorativo. Aí a pessoa pode escolher o tema do aniversário. Se precisar, fazemos também lembranças personalizadas”, comenta Daiana.

“Fora o bolo, tem os salgadinhos e os doces. Mas tudo isso a pessoa vai montando, de acordo com a quantidade que ela quer. Tem o cardápio que a gente envia e ela escolhe os itens”, complementa Eduardo. 

Tem até banho de ofurô

No total, são cerca de 40 produtos disponíveis na Auforno. Além da confeitaria própria, o local tem itens como vinho pet, cervejas, bifes, tiras de carne sem corante, pipoca, café, patês, gelatina, molho para ração e capuccino.

Entre esses produtos, a maioria é para cachorros, mas atende também gatos, roedores, aves e outros animais. “Qualquer novidade que aparece no mercado pet, a gente vai atrás”, diz Daiana.

Além dos alimentos, a loja oferece produtos de pet shop, como brindes, brinquedos, roupas, acessórios, camas, tapete higiênico, tigelas, acessórios para aniversários, entre outros. Todos os produtos podem ser pedidos por delivery. 

Ademais, serviços como banho completo – feito com toalhas esterilizadas e lavadas todos os dias – e tosa de todos os tipos também estão disponíveis na Auforno.

Alguns diferenciais do local são a cromoterapia e o banho de ofurô. “Nós colocamos pétalas de rosa e sais de banho, e fazemos massagem no cachorrinho. Isso cria um ambiente relaxante”, explica Eduardo, ao comentar que é um serviço também voltado para a qualidade de vida. 

“Tem benefícios para a saúde do animal. O animal que tem dor articular, por exemplo, tem uma experiência bem legal”

Ambiente para os bichinhos

Nesse sentido, com todos esses serviços, a ideia do casal é transformar a loja em um espaço para ser a segunda casa do pet. “Tudo o que envolve o universo pet, tem que ter aqui na loja”, diz Daiana. Desse modo, o local conta com uma piscina de bolinhas para os cães brincarem.

Confeitaria para pets 04

“É todo um ambiente feito para os pets. Por isso, tentamos montar uma loja bem completa. A comida, o banho e tosa, os produtos, tem a piscina de bolinha, tem esse espaço para o tutor ficar junto com eles”, explica a empresária. “Aqui é o lugar para, ao abrir a porta, eles entrarem correndo”.

Inclusive, esse objetivo explica a decisão do Eduardo de não fazer atendimento veterinário no local. Segundo ele, a ideia era evitar que o animal sentisse medo ao entrar na Auforno. 

“Na clínica, você sente que o cachorro chega lá de outra forma. Aqui não. Na porta, antes de pintar recentemente, tinha marcas de unha, porque eles ficam empolgados de estar na loja”, comenta ele.

Logo, o casal pensa o espaço da loja como um serviço. Antes da pandemia, eles alugavam a área para festas. Quem não queria receber outros cachorros em casa, fazia as festas de aniversário na loja, que ficava responsável pelas comidas e, principalmente, pela limpeza.

Confeitaria para pets 03

Além disso, outro evento que eles organizavam era o happy hour pet. Chamavam food trucks para os tutores e deixavam o espaço e os produtos da confeitaria para os pets. Então, tinha comes e bebes para todo mundo. 

“E aí a galera sentava com o cachorro e ficava tomando uma cerveja e comendo uns negocinhos, enquanto os cachorros brincavam. A ideia era fazer o tutor ter um tempo de qualidade com o animal. O animal sente falta disso”, diz Eduardo.

Carinho com os pets

Confeitaria para pets 02

Dessa forma, a ideia é, quando puder, continuar os dois serviços e oferecer outros usos do espaço. Até mesmo porque, para o casal bauruense, ter esse ambiente de diversão para os pets fez crescer ainda mais a vontade deles de estar perto dos animais. 

Para Daiana, a entrada nesse universo mudou sua visão sobre o amor pelos animais. “Quando comecei a trabalhar aqui e conversar com clientes, no início me surpreendia. As pessoas fazem tudo pelo cachorro. O Eduardo me falava que era isso mesmo. As pessoas realmente tratam os pets como filhos”, conta ela. “E eu acho bem legal, é um universo bem divertido”.

Ou seja, agora para ambos, a vida é estar com os pets. Daiana passa o dia no local, interagindo e brincando com os pets. Inclusive, cada vez mais a empresária sabe quem ela quer agradar com a Auforno. 

“Para ser bem sincera, a gente sempre lembra o nome do cachorro, e às vezes esquece o do tutor”, brinca a empresária. “Os clientes são os animais. Então, a relação é sempre mais forte com o pet”, finaliza ela.

publieditorial

Serviço
Auforno Confeitaria Pet
Endereço: R. Araújo Leite, 34-79
Horário de funcionamento: De segunda a sexta, das 9h às 18h. Sábados, das 9h às 14h
Contato: (14) 3245-1717
E-mail: [email protected]
Instagram: @auforno
Facebook: /aufornoconfeitariapet

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Raphael Bonini
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Empreendendo pela 1ª vez, farmacêutica de Bauru explica como medicamentos podem ser manipulados sob medida

O conceito de “farmácia” é consolidado como o lugar onde se compra remédios caso algo não …