O restaurante Alex, da família de Daniel Della Barba, e a imobiliária A1, que Rodrigo Montanher é sócio, dividem um espaço comercial na esquina das ruas Júlio Maringoni e José Fernandes. No meio do local, ficava uma sorveteria.

Um dia, o dono fechou a sorveteria e começou a se desfazer do espaço. Olhando para a cena, Daniel e Rodrigo se esbarraram por lá em um dia de trabalho. Della Barba comentou com o corretor sobre o espaço vago e ouviu uma pronta resposta. “Estou de olho! Já tenho uma ideia para ele”, disse Montanher.

“O que você está pensando em montar?”, continuou Daniel. “Uma chopperia”, respondeu Rodrigo. Era a mesma ideia do Daniel para o espaço! Desse diálogo, surgiu a decisão de abrirem juntos um bar. De amigos e vizinhos nos negócios, formou-se ali uma parceria e o início da criação do Pátio do Chopp.

“O chopp nos uniu”, resume Daniel. Para ele, a ideia era concretizar o desejo de ter o bar próprio, desde quando acompanhava o pai no antigo Jeriba Bar, no Centro. Já Rodrigo pretendia aproveitar a oportunidade. O instinto de corretor de imóveis o fazia querer usar a localização da melhor forma. “Eu olhava para esse espaço e só conseguia ver uma chopperia”, comenta. 

Dessa forma, com nove anos de diferença, a dupla conseguiu juntar distintos objetivos, experiências de vida e públicos em um só lugar.

Justificando o nome Pátio do Chopp

Chopp

Para fazer jus ao nome do bar, a primeira missão da dupla era oferecer bom chopp. Nesse sentido, eles estudaram o processo de produção da bebida, procuraram os melhores produtos e treinaram a equipe para a retirada correta.

Para entregar o chopp gelado, eles armazenam a bebida a zero graus ao invés de deixar em temperatura ambiente. Além disso, oferecem canecas geladas para manter a refrigeração.

Por enquanto, disponibilizam os chopes Brahma Claro, Stella Artois, Colorado Ribeirão Lager e o Colorado do Dia. Segundo Rodrigo, a ideia é ampliar a quantidade de opções. 

Colocando o chopp no copo

Além do chopp

Em seguida, a dupla conheceu o Lucas Dias. Especialista em drinks, o barman ajudou a ampliar o cardápio do Pátio do Chopp. “Ele sentou com a gente e expôs um plano para os drinks”, conta Rodrigo, ao explicar a decisão de se especializar também nessa área.

Dessa forma, oferecem uma variedade de drinks, como o Manhattan, Negroni, Margarita, Cosmopolitan, Dry Martini, Rabo de Galo, Moscow Mule e outras sete opções no cardápio.

Além disso, Lucas criou as próprios receitas para o bar, como o Vanilla Martini (Absolut, limão siciliano, xarope de cumaru), Bubbles (gin, purê de framboesa com especiarias, mirtilo, limão e espumante Rose), Mojito do Pátio (Rum, vermute, limão, hortelã, açúcar e espumante) e Moscow Maia (suco de caju com limão, vodka, açúcar e espuma de caju).

Ademais, para completar as opções de bebidas, o Pátio do Chopp adiciona ainda cinco caipirinhas da casa – como o de uva e manjericão, e o caju e limão – e as tradicionais de Limão, Morango, Maracujá e Kiwi, e seis receitas de Gin Tônica, misturando ingredientes como ‘purê de morango e canela’, ‘caju e limão’ e ‘tangerina, mel e manjericão’.

Experiência de restaurante

Toda a variedade de bebidas pode ser acompanhada por porções trazidas pela experiência do Daniel trabalhando no restaurante da família. Inclusive, o carro-chefe foi criado pela mãe dele, inventado na época do Jeriba Bar. É a Torucha, basicamente “um charuto ao contrário”, resume Rodrigo. “É um palitinho que parece um pastel, com queijo parmesão, aliche e marguerita”.

No cardápio, são quase 20 opções de porções, de pastéis e linguicinhas a panceta e provoleta. No Instagram, é possível ver o cardápio completo do bar. 

Ainda nas redes sociais, você pode ficar por dentro da programação de jogos transmitidos e ver qual é o Drink do Dia, quando eles dão desconto em uma bebida do cardápio. 

Conversa de bar

Bom, agora que você já está por dentro de todas as opções do cardápio, também é importante saber que o ambiente do bar rende um bom batepapo. Foi assim que, sentados à mesa em frente ao painel preto, os donos deram a entrevista e contaram algumas curiosidades do lugar.

  • A data oficial

A logo do Pátio do Chopp registra ‘Desde 2020’. Entretanto, as portas abriram somente neste ano. “A gente fala que 2020 é a data do contrato social”, brinca Daniel. Isso porque a ideia era inaugurar o bar no fim do ano passado, mas só conseguiram lançar em fevereiro.

Ainda assim, essa também não é a data certa, já que três dias depois de abrir, tiveram que fechar devido a restrições do Plano São Paulo. O bar retornou em abril. “Então, estamos oficialmente abertos há três meses”, confirma Rodrigo.

  • Os porta-copos

Chopp servido

Assim como no prato mais vendido da casa, os porta-copos também têm o trabalho da mãe do Daniel. Eles são feitos com recortes de calças antigas dos donos do bar e depois estilizados e estampados com a logo.

  • Os nomes dos gins

Você está olhando o cardápio, de repente passa pela seção de gins e algo chama a atenção. Os nomes são trocadilhos com Gin, como Sergin Malandro, Cingin Lauper, Chitãogin e Neusagin.

“Um amigo meu sugeriu a ideia do Jorgin Amado. A partir daí, eu sentei com o Lucas e a gente começou a pensar em nomes. Na hora tocou Billie Jean do Michael Jackson! Pronto, estava criado mais um, o Billie Gin. Depois, fomos pesquisando e conversando para criar os outros”, comenta Daniel.

  • O nome do bar

O nome foi baseado na história do endereço. A ‘H. Aidar’ ficava naquela área e a oficina da empresa ficava no centro comercial onde hoje estão o restaurante e a imobiliária de Daniel e Rodrigo. “Tem até a placa escrito Pátio da Oficina na frente aqui do espaço”, comenta Rodrigo.

  • Decoração

A decoração une três cabeças diferentes: manter o aspecto de quiosque exigido pelo Rodrigo, o projeto da arquiteta Flávia Minicucci e o bom-humor do Daniel na escolha da decoração, como os quadros brincando com a Mona Lisa.

publieditorial

Serviço
Pátio do Chopp
Endereço: Júlio Maringoni, 12-28
Horário de funcionamento: De terça a sexta, das 16h às 23h. Sábados, das 11h às 23h (sujeito à alteração devido a decreto municipal)
Contato: (14) 99611-1945
Instagram: @patiodochopp
Facebook: /patiodochopp

Compartilhe!
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bartender de Bauru ganha competição nacional de coquetéis

O bauruense Raul Vital, bartender de 30 anos, recebeu o prêmio de “clássico da coquetelari…